Soja corresponde a 16% das exportações brasileiras no primeiro semestre, revela estudo

0

Pesquisa do Ibre FGV mostra, ainda, que a China segue sendo o principal destino dos produtos do Brasil.

A soja em grão representou 16% das exportações do Brasil no primeiro semestre deste ano, de acordo com dados do Indicador do Comércio Exterior (Icomex). Divulgado nesta quinta-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre FGV), o estudo também revela que, somados, minério de ferro, petróleo e soja correspondem a um terço do total de exportações do País nos primeiros seis meses de 2018.

A publicação mostra que a China continua sendo o principal destino das exportações brasileiras. No primeiro semestre, as vendas para o país asiático cresceram 26% e superaram até mesmo o total de exportações do Brasil para o conjunto das 28 nações da União Europeia.

Segundo o Icomex, a desvalorização cambial – que chegou a 11% entre janeiro e junho – não afetou o fluxo comercial brasileiro, sobretudo em relação às importações. A pesquisa destaca que “o efeito câmbio não é imediato, e outros fatores influenciam nos fluxos de comércio. No caso das importações, por exemplo, o nível da atividade doméstica é o principal fator de influência nos fluxos de comércio e até maio ainda se esperava crescimento do PIB na ordem de 2,5 a 2,8%”.

Já para o caso das exportações, a análise do Instituto Brasileiro de Economia da FGV aponta que “o efeito câmbio foi positivo para o crescimento das não commodities, de 9,7% na comparação dos dois primeiros semestres, e 7,9% entre junho de 2017 e [junho]2018”.

Agência Brasil

Compartilhar

Deixe uma resposta