Sob chuva, o Internacional supera o Novo Hamburgo fora

0

1º TEMPO

 A chuva que assola Novo Hamburgo proporcionou lances plásticos no Vale. Os jogadores não pouparam em se atirar e distribuíram carrinhos. Em campo, o Inter, apesar do time reserva, mostrou tranquilidade e dominou a partida. O gol saiu aos 17 minutos, com cabeceio de Thales após cobrança de escanteio de Nico López. O Novo Hamburgo abusou das jogadas de bola aérea, principalmente em laterais. Só incomodou Danilo Fernandes em um chute rasteiro de Assis, que defendeu esquisito e cedeu escanteio. Além disso, Conrado foi empurrado por Roger aos 32 minutos, mas Anderson Farias nada marcou.

2º TEMPO

 Atrás do placar, o Novo Hamburgo se atirou ao ataque. O time adiantou a marcação e começou a jogar no campo do Inter. O ímpeto, no entanto, pouco se traduzia em arremates. Os comandados de Odair Hellmann se salvavam como podiam e afastavam o perigo de qualquer jeito. O Colorado, mais uma vez, fez valer a força da bola parada. Aos 28 minutos, Edenílson cobrou escanteio na cabeça de Danilo Silva, que superou a marcação e estufou as redes. O Inter ainda marcou mais um. Aos 33, William Pottker cruzou com perfeição na cabeça de Nico, que garantiu o resultado.

RESUMÃO

 Até pelo gramado pesado, em razão da forte chuva que caiu em Novo Hamburgo neste domingo, a partida não foi um primor técnico. A vontade prevaleceu. E o Inter soube usar a força aérea para fazer 3 a 0 sobre o Novo Hamburgo, sair com os três pontos e se vingar após perder o Gauchão do ano passado.

No primeiro tempo, Thales abriu o placar aos 17 minutos, ao completar de cabeça uma cobrança de escanteio de Nico López. Na etapa final, Danilo Silva ampliou aos 33 no mesmo expediente, mas em batida de Edenílson. Nico deu números finais ao completar, também em um cabeceio, o cruzamento de William Pottker.

Fonte e Fotos: Globo Esporte.com

Compartilhar

Deixe uma resposta