Semeadura do milho avança no Rio Grande do Sul

0

 

A semeadura do milho avançou nas áreas mais ao Norte do Estado. Mesmo com o período chuvoso dos últimos dias, 96 mil hectares estão semeados com milho, o que corresponde a 13% do total estimado para esta safra 2018/2019, que é de 738 mil hectares. De acordo com o Informativo Conjuntural, divulgado pela Emater/RS-Ascar, a geada ocorrida nessas áreas causou alguma queima nas pontas das folhas emergidas, que estão se recuperando e, em princípio, não será necessário nenhum replantio. As lavouras de milho em germinação e as já emergidas têm apresentado população adequada de plantas. Todavia as temperaturas baixas retardam o desenvolvimento das mesmas.

No trigo, os tratamentos fitossanitários (aplicação de fungicidas) ficaram praticamente paralisados em função da alta umidade, que resultou em plantas molhadas por várias horas e propiciou o aparecimento de oídio, manchas foliares e pústulas de ferrugem. As lavouras em florescimento também ficam suscetíveis ao desenvolvimento da giberela nas espiguetas, mas até o momento não há ocorrência significativa de pragas. A cultura do trigo apresenta 36% das lavouras em floração e 24% em enchimento de grãos, percentuais esses próximos da média observada nos últimos anos.

A canola apresenta cerca de 70% das lavouras em fase de enchimento do grão, sendo que 7% já estão em maturação. As geadas devem ter pouco impacto negativo na cultura, já que esta apresenta maior sensibilidade a este estresse após o término da floração, sendo que produtores ainda esperam uma boa safra, já que a boa sanidade da cultura aponta para isso. A cultura se apresenta como alternativa aos produtores que estão em busca de cultivos em substituição ao trigo.

Assescom/Emater/RS-Ascar

Compartilhar

Deixe uma resposta