Preços do petróleo seguem em queda com produção recorde nos EUA

0

Barril de Brent caiu quase 9% em relação à máxima registrada na semana passada e era negociado perto de US$ 72 nesta quinta-feira (19).

Os preços do petróleo seguem em queda nesta quinta-feira (19), após dados oficiais mostrarem um aumento inesperado nos ‘stocks’ dos Estados Unidos, a produção do país a bater um recorde e grandes exportadores a aumentarem a oferta.

O petróleo Brent recuava 0,78 dólar, ou 1,07%, a US$ 72,12 por barril, perto das 9h. Nos EUA, o barril caía 0,53 dólar, ou 0,77%, a US$ 68,23.

Na quarta-feira, o Brent atingiu a mínima de três meses, a US$ 71,19 por barril.
O Brent caiu quase 9% em relação à máxima da semana passada, acima dos US$ 79, com evidências de maior produção da Arábia Saudita e outros membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo, bem como da Rússia e dos Estados Unidos.

“A perspectiva permanece negativa”, disse Robin Bieber, analista técnico da corretora londrina PVM Oil Associates.

A Administração de Informação de Energia dos EUA disse na quarta-feira que a produção de petróleo dos EUA atingiu 11 milhões de barris por dia (bpd) pela primeira vez. O país aumentou quase 1 milhão de bpd em produção desde novembro, graças ao rápido aumento na perfuração de “shale”.

Um forte salto nos ‘stocks’ de petróleo bruto dos EUA também contribui para a queda no mercado. Os ‘stocks’ de petróleo dos EUA subiram 5,8 milhões de barris na semana passada, em comparação com uma previsão de queda de 3,6 milhões de barris.

Enquanto isso, os produtores da Opep e países aliados cortaram a produção de petróleo em 20% a mais que os patamares acordados, em comparação com 47% em maio, segundo relataram à Reuters duas fontes familiarizadas com o assunto.

Fonte: G1 Globo

Compartilhar

Deixe uma resposta