Grêmio goleia o São Luiz na Arena e confirma Gre-Nal na final do Gauchão

0

Alisson, André e Everton ajudaram a construir o placar de 3 a 0 para os gremistas

O Grêmio está na final do Gauchão. Após uma semana tensa, com derrota pela Libertadores, o time de Renato Portaluppi reagiu neste domingo (7) à tarde frente ao seu torcedor na Arena, goleou o São Luiz por 3 a 0, gols de Alisson, André e Everton, e garantiu vaga na decisão do Estadual para enfrentar o rival Inter

O título será definido em dois Gre-Nais, o primeiro no dia 14, domingo, no Beira-Rio, e o da volta dia 17, quarta-feira, na Arena. Vale lembrar que a decisão não terá saldo qualificado.

Depois de anunciar o afastamento de Luan para recuperar a forma física, na sexta-feira, Renato mudou meio time em relação ao que perdeu para a Universidad Católica na quinta. Além do camisa 7, deixaram a equipe Leonardo, Cortez, Michel, Montoya e Diego Tardelli. Entraram Léo Moura, Juninho Capixaba, Matheus Henrique, Alisson, Jean Pyerre e André. 

Apesar dos diferentes critérios do treinador para realizar as modificações, sejam eles físicos ou técnicos, o Grêmio mostrou outra postura em campo. A habitual troca de passes, pouco eficiente no Chile, voltou a funcionar. A velocidade ainda não era a ideal, já que o São Luiz se retraía em seu campo defensivo. Mas a posse de bola era quase que toda tricolor.

A primeira chance do time de Renato veio aos 12 minutos. Foi quando Jean Pyerre dominou na frente da área e mandou chute defendido por Carlão no canto direito. Depois, aos 15, seria a vez de Matheus Henrique arriscar, também sem sucesso.

O São Luiz, por muitas vezes, mantinha todos seus jogadores no campo defensivo, à espera do Grêmio. Até por isso, o time da casa tinha dificuldades para furar o bloqueio adversário. 

Mas, aos 24 minutos, tudo mudou. Foi quando Geromel cobrou falta rápida na intermediária e lançou a bola para Everton. O Cebolinha acionou Matheus Henrique, que avançou até a ponta esquerda e cruzou para André na área. O camisa 90, esperto, ajeitou de cabeça para Alisson, que ingressava na pequena área e, com um carrinho, concluiu para as redes: 1 a 0.

O gol deu tranquilidade ao Grêmio, que quase ampliou aos 33 em cobrança de falta de Jean Pyerre. O São Luiz por pouco não empatou no minuto seguinte. Foi quando Mikael puxou contra-ataque, avançou até a ponta direita e cruzou para Thiago Alagoano, que tentou desviar de Paulo Victor. Mas o goleiro, em lance de puro reflexo, evitou o gol do time de Ijuí.

O castigo foi quase que imediato. Aos 37, Matheus Henrique pegou rebote na frente da área e serviu André, que venceu a marcação e mandou um chute rasteiro no canto de Carlão para ampliar o placar.

Sem mudanças depois do intervalo, o Grêmio manteve o domínio do jogo. No entanto, passou a ser ameaçado em contra-ataques do São Luiz. O time adversário criou chance aos oito minutos, em cobrança de falta de Clayton que passou com perigo na frente do gol de Paulo Victor. Aos 11, o time de Ijuí balançou as redes, mas não valeu. Foi quando Tauã avançou pela direita e cruzou para Leílson. O meia, no entanto, desviou a bola para o gol com a mão e o lance foi anulado pelo árbitro.

Dois minutos depois, foi a vez do Grêmio marcar. Dessa vez, valeu. Após receber passe de Jean Pyerre, Everton, em sua jogada clássica, driblou o marcador dentro da área e concluiu em chute forte, no ângulo de Carlão, para fazer o terceiro gol tricolor.

A partir daí, o jogo virou treino. Mas não sem uma preocupação para o Grêmio. Afinal, Maicon, substituído por Rômulo, deixou o campo com dores no joelho esquerdo e teve de fazer tratamento ainda no banco de reservas. O capitão, desta forma, virou dúvida para o jogo contra o Rosario Central. 

O técnico Renato ainda mandaria Marinho e Vizeu a campo, nas vagas de Alisson e André, para dar ritmo de jogo aos reservas. Agora, o título do Gauchão será decidido em dois Gre-Nais. Mas, antes disso, o Grêmio precisará vencer quarta-feira, contra o Rosario, em casa, para se manter vivo na Libertadores. 

Fonte: Gaúcha ZH

Compartilhar

Deixe uma resposta