Grêmio goleia o Avenida por 6 a 0 e é campeão da Recopa Gaúcha

0

Luan e Everton marcam duas vezes, Leonardo e Vizeu também deixam suas marcas, e o Tricolor conquista título inédito na Arena


Sem o charme de Copa do Brasilou Libertadores, a Recopa Gaúcha foi, mesmo assim, valorizada ao extremo pelo Grêmio na tarde deste domingo, na Arena. Como o técnico Renato Portaluppi havia prometido, o time empenhou-se, reduziu espaços, fez 6 a 0 no Avenida e festejou seu quinto título menos de três anos. Para completar, ampliou sua sua vantagem no Gauchão, com 21 gols marcados e apenas um sofrido, e, folgado, dará tempo até para que seu treinador realize, finalmente, o curso da CBF.


A partida lembrou um treinamento coletivo, tamanha a diferença técnica entre os dois times. O primeiro gol saiu com pouco mais de um minuto. E precisou de apenas quatro toques. No primeiro, Leonardo acionou Maicon. No segundo, o volante descobriu Marinho dentro da área. O terceiro foi o cruzamento certeiro do atacante. Foi de Luan, com um leve desvio de cabeça, o quarto toque, que terminou na rede do Avenida.

Ficava, para os torcedores presentes à Arena, a certeza de que seria somente o início de mais uma goleada. Afinal, de olho na Copa do Brasil, em que terá pela frente o Guarani-SP, o Avenida havia tornado ainda mais fácil a tarefa do Grêmio ao escalar time misto. Aos cinco minutos, por Márcio, o time treinado por Fabiano Daitx deu seu único chute em toda a primeira etapa.

O Grêmio é quem diminuiu o ritmo. Apesar da aplastante posse de bola, concluiu menos do que se poderia supor. Tanto que, após abrir o marcador, só voltou a arrematar aos 21 minutos, que desarmou Jô na frente da para, mas não acertou a meta. Luan, participativo, quase marcou outra vez aos 31. E outra vez de cabeça, em cruzamento de Bruno Cortez. Pouco depois, Everton recuperou uma bola que parecia perdida e deu a Luan, cujo chute atingiu a cabeça de Moisés Baiano. Aos 35, em inversão de bola que arrancou aplausos dos torcedores, Luan localizou Jael na esquerda, mas, de novo, o alvo não foi atingido.

A conta do primeiro tempo foi fechada com um gol primoroso. Aos 41 minutos, em jogada iniciada por Leonardo, Jael fez assistência entre os marcadores e Everton, com uma “cavadinha”, venceu Andrey. Na comemoração, exibiu uma pequena faixa em homenagem às vítimas do CT do Flamengo.

O segundo tempo, de novo, lembrou um dia de treinamento no CT Luiz Carvalho. Aos 14 minutos, Paulo Victor fez sua única defesa, em chute de Cleverson. E foi só o que o Avenida conseguiu em todo o jogo. Aos 18, a torcida assistiria a outro gol de rara beleza plástica. Leonardo, depois de receber passe lateral de Maicon, acertou o ângulo em chute de fora da área.

Renato, que já havia trocado Marinho por Montoya, seguiu os testes ao dar chance a Vizeu no lugar de Jael. Aos 28, o argentino fez passe dentro da área para Luan, que fez o quarto gol com desvio do zagueiro Luís Henrique.

O Grêmio manteve o mesmo ritmo dos primeiros minutos, como se a partida não estivesse definida. Abafava a saída de bola e usava os dos lados dos campo. Com André, passou a ter dois centroavantes em campo. Contando Luan e Everton, eram quatro atacantes. Nada mais natural que chegasse ao quinto gol. Aos 37, Luan serviu a Everton que driblou dentro da área e concluiu. Vizeu, aos 43, mostrou técnica de sobra em chute por cobertura que fechou o domingo festivo na Arena.

Fonte: Gaúcha ZH

Compartilhar

Deixe uma resposta