Dois Prédios desabam no Rio do Janeiro

0

Dezenas de pessoas vasculham os escombros para tentar localizar possíveis vítimas.

Dois prédios desabaram na Muzema, comunidade na Zona Oeste do Rio, na manhã desta sexta-feira (12). Os imóveis têm cerca de quatro andares. Dezenas de pessoas e bombeiros vasculham os escombros para tentar localizar vítimas.

A Prefeitura do Rio de Janeiro informou que as construções que desabaram são ilegais. Moradores afirmam que há pessoas sob os escombros.

Resumo:

  • Dois prédios de cerca de quatro andares desabaram
  • Moradores relatam que há vítimas sob os escombros
  • Um homem aparentemente desacordado foi socorrido
  • Prefeitura informou que construções na região são irregulares
  • Comunidade da Muzema é controlada por milicianos
  • Região foi muito afetada pelo temporal do início da semana

Ao menos um ferido foi retirado por moradores e levado para o socorro do Corpo de Bombeiros. Ele foi colocado sobre uma porta, usada como uma maca improvisada.

Uma mulher, que se identificou como Érica, contou que tentava encontrar a mãe nos escombros. O padrasto conseguiu sair prédio.

“Meu padrasto está vindo pra cá, mas a minha mãe está gritando ali. Os moradores que estão ajudando foram até ali e ouviram uma senhora gritar exatamente no quarto dela”, disse a moradora.

De acordo com ela, os moradores estavam preocupados com as consequências da chuva e as construções que não paravam.

A Muzema foi uma das áreas mais atingidas pelo temporal que caiu no Rio. A cidade está em estágio de crise desde segunda-feira (7). O desabamento aconteceu em uma das áreas mais elevadas da comunidade, perto da mata.

“Eles construindo sem fim, sem parar. Uma construção atrás da outra, uma loucura. Era retroescavadeira, explosões constantes. Só querem construir e vender”, afirmou a moradora.

A Muzema foi uma das áreas mais atingidas pelo temporal que caiu no Rio. A cidade está em estágio de crise desde segunda-feira (7). O desabamento aconteceu em uma das áreas mais elevadas da comunidade, perto da mata.

Fonte: Globo.com

Compartilhar

Deixe uma resposta