Chape deslancha no final, vira sobre o Mixto-MT e garante classificação

0

Vaga para a 3ª fase da Copa do Brasil rende R$ 1,4 milhão para os cofres do Verdão


Foi no sufoco, a vitória só veio depois dos 44 minutos da segunda etapa e a Chape se classifica para a terceira fase da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (6), pela segunda fase da competição, a Chapecoense foi até Cuiabá, Mato Grosso para enfrentar o Mixto. A vitória no finalzinho na Arena Pantanal rendeu R$ 1,45 milhões para o Verdão. Os gols que garantiram a vaga foram marcados por Everaldo e Perotti, William Amendoim marcou para os donos da casa. Na próxima fase, a Chape tem um clássico estadual pela frente, ela joga contra o Criciúma.  

O Verdão começou a partida com tudo. Já no primeiro minuto, o atacante Everaldo invadiu a área pela esquerda e cruzou para Victor Andrade, ele passou da bola, mas mesmo assim conseguiu o cabeceio e errou o gol.

A Chape comandava as ações no meio campo e dominava a partida. Aos 14’, depois de bola levantada na por Bruno Pacheco, Everaldo cabeceou e a bola passou muito perto da meta do goleiro Vinicius, do Mixto.

Com mais posse de bola no meio campo, a Chape conseguia controlar as ações da partida. O time mato-grossense conseguia assustar nos contra ataques. Aos 16’, o meio Dinélson limpou a zaga verde e branca, puxou para a perna esquerda e chutou, a bola vai fraca no meio do gol para fácil defesa de João Ricardo.

O Verdão quase conseguiu o gol em uma besteira da zaga do Mixto. Aos 21’, Mateus afastou mal e Gustavo Campanharo pegou de primeira e quase surpreendeu o goleiro Vinicius. A resposta do time mato-grossense veio com William Amendoim, ele recebeu de Dinélson puxou para o meio e chutou, a bola passou próxima a trave esquerda do goleiro João Ricardo.

O jogo continuou equilibrado até o fim. A Chape um pouco melhor, controlava o meio campo, mas não criava chances reais de gol. O Mixto se defendia e tentava assustar a zaga verde e branca em contra ataques esporádicos. Os dois times não criaram grandes chances na primeira etapa e o primeiro tempo terminou zerado.

A segunda etapa começou com as duas equipes “pressas” no meio campo. Mixto e Chape pouco criavam e chances reais de gol eram nulas. Mesmo assim, o Verdão conseguia assustar em algumas jogadas. Aos 11, Lourency cruzou da esquerda e Everaldo cabeceou de peixinho, a bola foi para fora.

A Chape tomou o jogo para ela. Em duas chances seguidas o Verdão quase abriu o placar. Na chance mais clara do jogo até então, Aos 14’, Renato cruzou na área, Lourency livre subiu e cabeceou no travessão do goleiro Vinicius, na sequencia, Lourency novamente recebeu, puxou para a perna direita e chutou colocado, a bola passou perto da meta do Mixto.

O segundo tempo era da Chapecoense que criava muitas chances, mas o velho bordão futebolístico “quem não faz leva” foi muito bem usado em Cuiabá. Aos 30’, Leandrinho cruzou da esquerda, William Amendoim antecipou o zagueiro Luiz Otávio e cabeceou no ângulo de João Ricardo. Mixto sai na frente da Chape.

A Chapecoense sentiu muito o gol do time mato-grossense e pouco conseguiu criar depois. No abafa o Verdão tentava o empate. No fim do jogo o time verde e branco deslanchou. Em menos de dois minutos o Verdão saiu do inferno para o céu. Aos 44’, Eduardo cruzou da direita, o atacante Perotti que entrou no segundo tempo antecipou a zaga e empatou para a Chape.

Logo depois ao 46’, Lourency sai da marcação e manda para Everaldo, o atacante da Chape dominou, arrumou o corpo e chutou no meio das pernas do goleiro Vinicius. Em dois minutos o Verdão consegue a classificação no Mato Grosso. Fim de partida, Mixto um, Chapecoense dois.

Com a vitória, a Chapecoense tem um clássico estadual na terceira fase da Copa do Brasil. Ela enfrenta o Criciúma que também é o adversário deste domingo (10) pelo Catarinense, no Sul do Estado.

Fonte e Foto: ClicRDC

Compartilhar

Deixe uma resposta